Fitness

Abdômen Definido – A VERDADE NUA E CRUA

A  estética sem sombra de dúvida, ainda é o principal fator pelo qual as pessoas ingressam em um programa de exercícios físicos. Muitas delas consideram a famosa “barriguinha” a principal barreira para o alcance de seus objetivos.

A estética abdominal depende fundamentalmente de três fatores:

1º Hipertrofia da musculatura abdominal;

2º Pequeno depósito de gordura subcutânea localizada (baixo percentual de gordura);

3º Postura adequada.

Caso um dos fatores mencionados não acompanhe o desenvolvimento dos demais, a estética da região ficará prejudicada.

Quanto a hipertrofia da musculatura abdominal, como a de qualquer outra musculatura esquelética, a estratégia mais sensata e eficaz é a prática dos exercícios resistidos. Como a próprio nome já diz,  RESISTIDO transmite a ideia de resistência oposta à tensão muscular, ou seja, CARGA. Portanto, para o desenvolvimento da musculatura abdominal, a carga utilizada é fator fundamental para o sucesso.

Por se tratar de uma musculatura que desempenha função postural e, consequentemente, que apresenta maior resistência a fadiga, alguns equívocos ocorrem durante a prescrição dos exercícios. É comum observar sessões de treinamento em que séries e repetições para exercícios abdominais são interminavelmente longas.

No entanto, lembrando que volume e intensidade são inversamente proporcionais. Séries e repetições longas proporcionam baixa intensidade, o que diminui a eficiência do exercício. Sendo assim, 3 a 5 séries de 12 a 20 repetições parece ser uma prescrição eficiente para o desenvolvimento dessa musculatura.

Além desse equívoco na prescrição de séries e repetições, os exercícios abdominais talvez sejam os que apresentem o maior número de variações, com o intuito de enfatizar cada região abdominal e/ ou motivar os praticantes.

Porém, é importante ressaltar que um dos exercícios mais simples, o CRUNCH (flexão da coluna associada à retroversão pélvica, com os joelhos flexionados), quando realizado em grande amplitude de movimento (45º), apresenta ótima relação custo-benefício, sendo suficiente para ativar todos os músculos abdominais – reto abdominal, oblíquo externo, oblíquo interno e transverso (este último, caso seja forçada uma expiração durante a execução).

Escreva um comentário